terça-feira, 21 de agosto de 2012

Pomba Gira Maria Farrapo


Maria Farrapo

Guardiã Maria Farrapo


As Farrapos trabalham junto com as Molambos e fazem parte da mesma hierarquia, ou seja: falange Maria Molambo. É comum vermos Maria Farrapo apresentando-se à incorporação nos pontos de Maria Molambo.
Isso ocorre com frequência e pelos seguintes motivos:
  • Pertencem a mesma falange
  • poucos Terreiros cantam pontos de Maria Farrapo
  • Maria Farrapo trabalha mais no Astral que incorporada
  • Muitas vezes, incorpora apenas para descarregar o médium
Uma característica marcante das Farrapos é a ironia e a irreverência. Diretas e objetivas, costumam ir direto ao “ponto”, o que pode surpreender médiuns e consulentes.
Ao contrário do que alguns imaginam, são Pombas Giras muito sérias, competentes, determinadas e fiéis. São as Guardiãs da falange Maria Molambo responsáveis pelas cobranças cármicas e retorno de demandas, excelentes e precisas em suas execuções.
A compreensão do médium é muito importante para a manifestação da entidade. É preciso entender que a energia de Maria Farrapo é intensa e que ela trabalha situações que envolvem a necessidade de uma roupagem fluídica tipo Flagelos de Deus Executoras.
Promovem encontros cármicos, estimulam circunstâncias de provas, favorecem todos os ajustes necessários ao aprendizado e crescimento.
Quando uma Molambo recebe um pedido, sempre terá uma Farrapo trabalhando junto.
Esse turbilhão energético dificulta o entendimento do médium de quem seja, ou como seja a apresentação de uma Maria Farrapo. Daí muitos médiuns comportarem-se como se a entidade estivesse bêbada, ríspida ou desajeitada.
Não é nada fácil trabalhar com uma Farrapo, mas com certeza é uma missão que exige um grande autoconhecimento por parte do médium e um treino afinado de sintonia com sua Guardiã.
Conhecê-la é fundamental, saber como a entidade conduz as situações, seu temperamento, modo de agir e pensar. Após o conhecimento e sintonia, é muito gratificante ser médium de uma Maria Farrapo[bb]. Uma amiga fiel e para todas as horas.


Caminhos
  • Maria Farrapo do Cemitério
  • Maria Farrapo do Cruzeiro
  • Maria Farrapo do Cruzeiro das Almas
  • Maria Farrapo das Almas
  • Maria Farrapo da Calunga
  • Maria Farrapo das Encruzilhadas
  • Maria Farrapo das Sete Catacumbas
  • Maria Farrapo da Estrada
  • ...


Pontos Cantados
Pombo Gira Maria Farrapo,
De bar em bar,
Vem chegando na umbanda,
Bebendo cachaça,
Ela vem vencer demanda !
Foi mulher da vida,
Tem história pra contar,
Saravá Maria Farrapo !
Iná, iná mo jubá !



Estou sempre caminhando,
vendo sempre muita dor.
Vejo almas que se perdem,
sem ouvir seu protetor.

Filho de fé,
não escute a voz do mal.
Vence aquele que resiste,
com consciência e moral.

Sou Maria Farrapo,
e minha falange tem poder.
Sou amiga da justiça,
e não me deixo corromper.



Maria Navalha, eu preciso de auxílio.
Minha vida tá difícil e prá lá de enrolada.
Tô sem paz e afundando em desvario.
o que me é difícil, para ti é gargalhada.

Me ensina o caminho da vitória,
me ajuda dar a volta da guinada.
Quero prá mim uma nova história,
mais bonita de ser contada.



Quando a demanda é certa
É a ela quem chamamos
Sua força nos empresta
e essa briga, já ganhamos

Seu nome é Maria Navalha
Soberana da boemia
Vence qualquer batalha
Sem perder a alegria.



Maria Farrapo,
no terreiro te chamamos.
Firma teu ponto,
que tua força precisamos.

Vem trabalhar o teu mistério,
aplicar a lei de Umbanda.
Desfazer o mal entendido,
e mostrar quem é que manda.

Da Calunga à Encruzilhada,
do Cruzeiro ao Cabaré
Vem Maria Farrapo,
concedendo seu axé.



Maria Farrapo vai embora,
levando o mal que aqui havia.
Vai girando mundo afora,
desfazendo a hipocrisia.

Um comentário:

  1. Acho que esse texto é um dos poucos poucos que realmente entende nossa querida Dona Farrapo, de farrapo como ela mesmo diz só tem o nome kkkkk, Axé, belo texto

    ResponderExcluir